Tempo Leitura: 23 minutos

Neste artigo vamos tentar responder às principais perguntas que são colocadas por quem pretende abrir uma lavandaria self service, que normalmente é saber qual o investimento inicial e qual o lucro que se pode obter neste negócio.

Abordamos também de uma forma geral quais os passos a dar desde a ideia até à concretização do projecto de modo a que se tome uma decisão consciente e acertada do investimento, além de explicar como funciona este negócio.

Para facilitar vamos dividir pelos seguintes tópicos, e que pode navegar directamente para o tema clicando numa das linhas em baixo:

  1. Vantagens
  2. Como Planear o Investimento
  3. Quanto Custa Abrir uma Lavandaria Self Service
  4. Financiamento
  5. Abertura e Funcionamento do negócio
  6. Optimizar o espaço e a rentabilidade
  7. Adquirir novos clientes e manter os actuais
  8. Proteger o investimento
  9. Dicas e Conselhos
  10. Conclusão

Vantagens de Abrir uma Lavandaria Self Service

Se procura um negócio estável, com uma excelente rentabilidade e que ocupa menos do seu tempo do que a grande maioria dos negócios exige, não precisa de procurar muito mais. Este é um negócio como poucos!

  • Taxa de Sucesso de quase 95%

Pela nossa própria análise e experiência, e ao procurarmos dados estatísticos do sucesso de quem se empreendeu neste negócio, existe a indicação de que 94,5% das lavandarias de conveniência continuam a existir e a apresentar lucros.

Esta industria continua em crescimento após mais de 60 anos de actividade, acompanhando o crescimento populacional e a maior mobilidade das pessoas.

A primeira lavandaria self service

A Speed Queen, uma das empresas mais antigas nesta área fez um estudo entre 2001 e 2013, onde inclui um período negro na economia e confirmou que 94,5% deste negócios obtiveram sucesso.

  • Flexibilidade na gestão de tempo

Como qualquer negócio, este irá precisar do seu tempo, mas não a 100%. Estima-se que 1/3 dos proprietários de lavandarias self service dedicam-se ao mesmo em part-time, continuando a ter o seu trabalho por contra de outrem ou dedicando-se a outras actividades.

Este factor também depende da pretensão em contratar alguém para auxiliar nas tarefas e do horário de funcionamento que se pretende estabelecer.

Um funcionário implica um custo acrescido, mas também permite oferecer mais serviços que requerem a intervenção humana, uma maior e mais directa comunicação com os clientes.

É portanto uma actividade que facilmente poderá adaptar ao seu tipo de vida.

  • Custos com pessoal reduzidos

A contratação de alguém como referimos no ponto anterior é opcional, mas mesmo optando por ter alguém em norma apenas é necessário em regime de part-time.

Importa também referir que a exigência de conhecimentos é mínima, ao contrário de outros negócios onde é necessário a contratação de pessoas com um grau de educação ou especialização maior.

  • 20 a 35% Retorno do Investimento

Os estudos feitos pela organização Coin Laundry apontam para um retorno do investimento (ROI) compreendido entre 20% a 35% anualmente relativamente ao dinheiro que se colocou no negócio.

Estes valores são bastante atractivos e difíceis de encontrar em outros ramos tendo em conta o próprio tempo que o mesmo exige, a simplicidade do negócio, entre outros factores.

O retorno poderá ser maior um dia que queira vender o negócio.

Isto significa que num espaço de 3 a 4 anos já em média os proprietários de uma lavandaria self service recuperaram todo o investimento feito no negócio.

  • Negócio de Dinheiro

Seja qual for o tipo de sistema de pagamentos que vai utilizar, irá ter sempre fundo de maneio o que é uma vantagem considerável. Existem actividades onde é necessário aguardar algum tempo para receber um serviço que já foi prestado ou mesmo um produto além das dificuldades inerentes à cobrança em si.

Neste caso está a prestar um serviço que é pago na hora, o que lhe possibilita ter dinheiro em caixa e tornar assim a gestão mais fácil e mais favorável.

  • Negócio estável

Lavar e secar a roupa é uma necessidade, seja em tempos de crise ou não. Tem sido assim desde sempre e cada vez mais a tendência é que esta necessidade aumente. Portanto não é um negócio que esteja vulnerável às flutuações da economia.

Em baixo um gráfico com um estudo de 2005 a 2012 onde se comprova que existe um crescimento nesta indústria.

fonte: investlaundromats.com

  • Expansão de negócio (múltiplas lojas)

Se tiver um espírito empreendedor poderá usar a experiência adquirida na sua primeira lavandaria para abrir mais estabelecimentos e criar uma cadeia de lojas, aproveitando também a visibilidade, referências e a satisfação dos actuais clientes para mais facilmente progredir.

O facto de não ser necessária a sua presença a tempo inteiro num estabelecimento, pode dividir assim o seu tempo por diversos estabelecimentos, algo que em muitos outros negócios torna-se difícil.

Torna-se apenas uma questão de quantidade nas encomendas, por exemplo, de consumíveis como os detergentes para lavandarias self service e conseguir assim ainda melhores preços.

  • Sem necessidade de experiência prévia

O nível exigido de experiência ou conhecimentos técnicos é praticamente inexistente. Não precisa de um doutoramento na área ou algo parecido. A simplicidade dos actuais equipamentos para lavandarias e seguir as indicações dos seus fornecedores é praticamente o suficiente.

A gestão do negócio em si também não exige muitos conhecimentos e a maioria deles é-lhe facilmente transmitida pela contabilidade que contratar, e que farão o acompanhamento do negócio e impostos a liquidar.

Planear o Investimento

  • Análise do mercado e localização do espaço

É essencial que faça um estudo de mercado e verifique as necessidades nas áreas geográficas que tenha interesse. O facto de pretender instalar-se numa determinada zona da sua preferência, pode não ser o indicado.

A densidade populacional é um factor preponderante. Pode usar dados estatísticos dos censos por exemplo para ter uma ideia do volume de população, idades, etc., da sua área de interesse.

Idealmente deverá procurar uma área com forte densidade populacional e onde não haja oferta. Mas mesmo havendo oferta, não se deixe intimidar. Procure saber se essa oferta é bem vista pelas pessoas que a utilizam e se poderá oferecer um melhor serviço do que a concorrência.

Faça por si mesmo a experiência, leve alguma roupa para lavar e secar, utilize o estabelecimento que vê como concorrência e veja os pontos fracos e fortes, como o atendimento, a facilidade de utilização dos equipamentos, a disposição da lavandaria, a oferta suplementar de serviços, a qualidade da lavagem e secagem, etc.

Só assim poderá ter uma ideia mais exacta se estão a prestar um bom serviço ou não.

As localizações de sonho para uma lavandaria self service passa por zonas como universidades, residências para estudantes, etc. De qualquer modo há que avaliar que ofertas existem na área, preço e qualidade das mesmas.

Conjuntos habitacionais com famílias numerosas e crianças também são locais por norma muito bons. Crianças por norma significa mais lavagens, e conjuntos de apartamentos com muitas pessoas por apartamento normalmente significa menos espaço para tratar da lavagem e secagem de roupas, cobertores, etc.

Espaços Comerciais podem ser uma mina de ouro, desde que o preço da renda do mesmo seja justificável. Por norma são locais muito visitados, onde a sua oferta pode encaixar como uma luva.

Basicamente a localização irá determinar e muito o sucesso do seu negócio. Ao combinar os dados demográficos com uma avaliação da necessidade do mercado irá estar no caminho certo para um maior sucesso da sua lavandaria self service.

  • Projectar o número de equipamentos

Os equipamentos são o coração do negócio, mas o número ideal de equipamentos e quais os equipamentos que necessita vai depender de muitos factores.

O espaço físico da loja é essencial a considerar, assim como a capacidade de lavagem e secagem que pretende de modo a que os mesmos sejam usados frequentemente (é o uso do equipamento que lhe vai gerar rendimento) mas sem correr o risco de nos períodos de maior movimento não poder satisfazer as necessidades os clientes.

É muito frequente que a utilização mais activa dos equipamentos seja feita de sexta a domingo, e quererá ter equipamentos suficientes para evitar congestionamento de clientes.

Para um espaço físico a rondar os 50 m² é frequente a instalação de:

  • 2 Máquinas de Lavar Roupa de 8 Kg de capacidade
  • 1 Máquina de Lavar Roupa de 16 Kg de capacidade
  • 2 Secadores de Roupa com 16 Kg de capacidade.

A proporção entre capacidade de lavagem e secagem é assim de 1 para 1, considerada frequentemente a ideal.

Mas o seu negócio é único, e deve estar adequado à localização onde estará implementado e aos serviços que irá oferecer.

  • Obter aconselhamento sobre os equipamentos

Existem alguns factores a considerar na aquisição dos equipamentos, relembrando sempre que são o motor do negócio e a principal fonte de receitas

  • Capacidade de lavagem
  • Capacidade de secagem
  • Dimensões
  • Facilidade de utilização
  • Robustez
  • Rapidez
  • Design
  • Assistência
  • Economia

Retirando a capacidade de lavagem (porque 8 Kg são 8 Kg) e o design (visto que todos os fabricantes hoje em dia têm atenção a este ponto e os equipamentos são em regra geral bonitos) todos os outros factores têm de pesar na sua decisão.

A dimensão, porque o espaço físico é muitas vezes limitado, e se o equipamento possuir uma capacidade de lavagem de 8 Kg com uma dimensão mais pequena, melhor.

A robustez, porque todos queremos equipamentos duráveis, principalmente pelo facto que serão utilizados por diversas pessoas que muitas vezes não têm tantos cuidados como seria expectável. E porque a paragem de um equipamento significa uma menor rentabilidade da lavandaria.

A facilidade de utilização, porque existem muitas formas de se programar a lavagem consoante a necessidade e gosto do cliente. Para isso, o equipamento deve ser o mais simples possível na forma de utilizar, poupando-lhe tempo no esclarecimento de dúvidas.

Rapidez, significa que pode satisfazer mais clientes no mesmo tempo útil e torna-se menos aborrecido os tempos de espera.

A assistência técnica é fundamental. Um equipamento sem estar a funcionar significa um aborrecimento, significa menos uma fonte de rendimento para si e pode originar a um congestionamento no funcionamento do estabelecimento. É igualmente a sua imagem de qualidade que é mostrada ao cliente.

Idealmente deverá ter um número de assistência da marca disponível 24 horas por 24 horas e que lhe garanta uma eficiência no serviço prestado.

No entanto não será muito difícil pensar que os seus equipamentos consomem acima de tudo água, luz (poderão também consumir gás) e detergente! E aqui chegamos a um ponto chave muitas vezes esquecido ou negligenciado por quem pretende abrir uma lavandaria self service.

O seu rendimento líquido é obtido após retirar as despesas! A conta da água, da luz e nos detergentes são a sua principal despesa. Por norma o preço inicial do equipamento tem bastante peso na decisão, mas a decisão acertada é que ao fim do mês as suas despesas sejam as mais baixas possíveis mantendo um serviço de qualidade.

E se o negócio é para manter e prosperar durante anos, é imensamente preferível escolher os equipamentos que tenham uma elevada economia porque assim irá amortizar mais facilmente a diferença no custo inicial e aumentar os seus lucros e médio prazo.

Não aceite que lhe digam que dois equipamentos com um preço bastante diferente são a mesma coisa. Peça as características técnicas dos mesmos e compare os tempos de lavagem, o factor g, a velocidade de centrifugação, o nível de aquecimento.

Uma redução de 20% no consumo de água e uma redução de 30% no consumo energético, certamente irão fazer toda a diferença. Supondo que a despesa de água seria 600€ e a despesa de luz seria 700€.

Água: 600€ – 20% = 480€ (redução 120€) | Luz: 700€ – 30% = 490€ (redução de 210€)

São 330€ de poupança mensalmente, ao fim de um ano são 3.960€, e ao fim de 3 anos significa quase 12 mil euros!

Quanto Custa Abrir uma Lavandaria Self Service?

Vamos dividir esta pergunta em três fases. A primeira o custo para montar e abrir ao público o seu novo negócio, a segunda fase para verificar os custos de manter a sua lavandaria self service. Numa terceira fase resumimos tudo numa tabela que poderá fazer o download e ajustar ao seu caso específico.

Custo Inicial

  • Espaço Físico (Loja)

Poderá já possuir um espaço físico (ou construir ou comprar um) e neste caso apenas terá de se preocupar com as obras necessárias para que o espaço possa albergar os equipamentos, como a parte eléctrica, esgotos, etc.

De igual modo poderá optar por alugar um estabelecimento e neste caso terá de certificar-se que o mesmo reúne as condições necessárias para suportar os equipamentos, como a parte eléctrica, o fornecimento de água e os esgotos.

Para facilitar as contas vamos considerar que fica a pagar uma renda mensal a um proprietário, onde terá um contracto que o proteja de qualquer eventualidade.

Após uma hipotética negociação para uma loja de 50 m² no seu local ideal vamos supor que se conseguiu uma renda mensal de 1000€

  • Obras

É sempre a considerar o custo para transformar um estabelecimento que não foi projectado de raiz para albergar um conjunto de equipamentos. Este valor pode oscilar consoante os metros quadrados que forem necessários.

Vamos englobar neste ponto a imagem da loja, um factor essencial e que deverá em muito a ter em conta. Este é um espaço onde as pessoas vão estar algum tempo e portanto deverá ser o mais agradável e confortável possível.

Relembramos também que deverá haver um especial foco na iluminação. O espaço poderá ter uma boa iluminação natural, mas atendendo a que estes estabelecimentos funcionam também em horários mais nocturnos uma excelente iluminação ajuda a criar um melhor ambiente, a dar uma maior segurança e os clientes poderem melhor averiguar o resultado das lavagens.

A porta de entrada é também uma componente importante, a abertura automática para facilitar os clientes que entram e saem com volumes, ou por exemplo o fecho automático e abertura automática do estabelecimento podem ser características que encarecem a obra.

Vamos avançar com um valor genérico e hipotético de 10.000€ para as obras.

  • Equipamentos de lavagem e secagem

Os equipamentos terão muito peso no custo inicial, portanto para sermos realistas vamos apurar um valor próximo da realidade para um espaço comercial de 50 m² com duas máquinas de lavar de 8 Kg, uma máquina de lavar de 16 Kg, duas máquinas de secar com 16 Kg de capacidade e uma central de pagamentos.

Um conjunto de equipamentos com qualidade ronda os 38 mil euros (com impostos incluídos)

  • Outros equipamentos

Aqui a lista pode ser extensa, e muito irá depender do que pretende colocar mas podemos apontar desde já alguns equipamentos “essenciais” e mais vulgarmente utilizados

  • Televisão e Suporte de Parede (400€)
  • Computador Portátil (400€)
  • Mesas para dobragem de roupa (300€)
  • Cadeiras para espera (250€)
  • Equipamentos para limpezas (50€)
  • Mesas Apoio, Cabides (100€)
  • Decoração Diversa (150€)
  • Espaço Infantil (150€)
  • Video Vigilância (1300€)
  • Alarme – (250€)
  • Ar Condicionado – (600€)
  • Outros – (500€)

Na totalidade apuramos uma base de trabalho de 4450€, que obviamente em alguns pontos pode ser reduzido e noutros pode-se gastar um pouco mais.

  • Serviços

Para manter os clientes entretidos, poderá ter como é vulgar um serviço de televisão e Internet. A instalação de contadores de luz e água podem ter também os seus custos, dependendo do que é necessário fazer.

A publicidade é um factor essencial para a divulgação do seu novo negócio. Caso tenha alguns conhecimentos de marketing poderá fazê-lo por si próprio, mas acima de tudo cerca de um mês antes da data prevista de abertura ao público deve começar a divulgar o espaço de forma mais intensa.

A sua imagem de marca é importante, pondere em criar um logotipo para que as pessoas possam mais fac